☡┬
1 year ago • 76 notes • Reblog

ooc: Carol, Ari, Ray e Camila, lembrando que ficou acertado de todas serem consideradas vencedoras da gincana EdM já que muita gente que tinha passado pra outra fase saiu. Me mandem mensagem aqui ou no face dizendo de que char, ship, ou friendship, sei lá, vocês querem seus vídeos. Se estou esquecendo de alguém, podem me cobrar o/ que minha memória e nada é a mesma coisa HUSAHSUAHSUAHSUHA

1 year ago • 1 notes • Reblog
plays

ooc: Feliz aniversário, Bru! Esse é um presente meu e da Gabs. HSUAHSUAHSUAHSUAHSUAH 

image

1 year ago • 2 notes • Reblog
1 year ago • 96 notes • Reblog
0 plays

valentinesday-edm:

  • Robert Lavouscoyr dedica “My Girl” a Hilary Keller

Hilary, 

não sei se você já escutou My Girl, da banda The Temptations, mas ela define exatamente como eu me sinto quando estou com você. 

Espero que goste da música.

Com amor,

Robert”

image

(Source: moxieapocalypse / IhateMarcus)

1 year ago • 571 notes • Reblog

»
Such a beautiful night | @Robert

lavouscoyr:

Ver Hilary sorrindo era uma das melhores coisas do mundo, e esperava que a menina soubesse que ele pensava nisso, mesmo sendo difícil que isso acontecesse, afinal, ele nunca tinha dito isso em voz alta. Receber um elogio acompanhado de um sorriso dela também entrava na lista das melhores coisas do mundo. - Sua máscara também é muito bonita. - Disse em resposta. Achava que a máscara parecia bastante delicada, e justamente por isso combinava com a menina. Gostava que pudesse apreciar o rosto dela quase que por completo através da máscara, e tinha certeza que sua vista seria agraciada pelo resto da noite. Gostava de andar ao lado dela também, era bom, sem necessidade de maiores explicações. -Fico feliz que você tenha gostado. - Tinha sido honesto daquela forma poucas vezes em sua vida inteira. Seu ego dobrou de tamanho instantaneamente quando ela o elogiou, era impossível que isso não acontecesse. -Me agrada que você pense assim. - Disse em resposta. Estava certo de que era fácil perceber o quanto aquilo o agradava, afinal, sua satisfação estava explícita em seus próprios olhos. Soltou uma pequena a discreta risada enquanto avançavam pelo saguão, enxergando o Salão Principal com todas suas luzes a poucos metros de distância. Era diferente encontrar aquelas pessoas naquele mesmo ambiente sem que todos estivessem usando seus uniformes, ou até mesmo trajes casuais. E Hilary tinha razão, todos estavam bem elegantes. -Talvez você esteja certa. - Disse, descontraidamente. Então parou de andar por alguns momentos, se abaixando até que seus lábios ficassem na altura do ouvido da garota. - Mas você é a mais bela entre todas essas pessoas. - Murmurou, baixo o suficiente para que apenas ela escutasse. Sorriu de uma forma absurdamente sedutora, e então voltou a andar normalmente. Depois dos acontecimentos anteriores não restava dúvida alguma de que ela gostava dele tanto quanto Robert gostava dela, e isso lhe deixava ligeiramente mais seguro e confortável para ser um pouco mais petulante em suas ações. Não tinha certeza, no entanto, de que agir petulantemente com ela era uma coisa boa. Se fosse outra pessoa, teria certeza de que seria. Quando entraram no salão, teve de se controlar bastante para impedir que seus olhos vagueassem pelo lugar procurando a figura que ansiava desesperadamente por ver - mesmo que isso parecesse errado, ainda mais com Hilary do seu lado. Foi bem sucedido em sua tarefa, e quando ele passou rapidamente os olhos pelo salão sem vê-la, sentiu-se aliviado, e ao mesmo tempo frustrado. Delicadamente soltou o braço dela, passando a ficar em sua frente. - Me daria a honra de sua primeira dança, Hilary? - Pediu, soando tão cavalheiresco quanto podia. Não tinha certeza se queria dançar naquele exato momento, mas tinha certeza de que queria dançar com ela.

Um arrepio percorreu a espinha da garota ao sentir a respiração de Robert contra a sua nuca e um sorriso inevitável tomou conta de seus lábios ao ouvir o elogio do rapaz. Estava feliz que ele pensasse assim, havia se arrumado para agradar os olhos dele, e somente os dele, pouco se importava com a opinião de todas as demais pessoas contanto que Robert achasse que ela estava bela. E ele achava. Era motivo o suficiente para definir a noite como bem-sucedida ainda que esta mal tivesse começado. Mas dali pra frente não havia nada que pudesse estragá-la, ou ao menos era o que ela achava. - Não, eu estava pensando em dançar primeiro com Dumbledore, se você não for se importar. - Respondeu, comprimindo os lábios para abafar o riso. Havia sido uma piada idiota, mas aquela também havia sido uma pergunta idiota. É claro que ela dançaria com ele. Não havia como dizer não diante daqueles olhos tão azuis quanto a cópia fiel do céu noturno sobre suas cabeças. - Me ignora. - Acrescentou, baixando o olhar para o piso do salão e balançando a cabeça, encabulada. - É claro que sim. - Voltou a fitá-lo, sorrindo e antes que ele dissesse qualquer coisa Hilly deslizou uma das mãos pelo braço do rapaz até entrelaçar os dedos nos dele e puxou-o gentilmente em direção a pista de dança onde outros casais já se balançavam ao ritmo suave da valsa que ecoava pelo salão. Com alguma hesitação, Hilary envolveu o pescoço de Robert com os braços e o trouxe mais para perto. O coração pulsava fortemente contra seu peito e ela já podia sentir as faces corarem, mas a vontade de mantê-lo próximo era maior do que a timidez. A vontade de mantê-lo próximo era maior do que seria capaz de definir em palavras. - Eu não sabia se você ia me convidar ou não. - Confidenciou, enquanto se movimentava lentamente ao som da música. - Mas fiquei muito feliz que tenha convidado… Eu já disse isso, né? -Riu e por um momento escondeu o rosto, enterrando-o no peitoral de Robert, mas alguns segundos depois ergueu o olhar novamente. - Me avisa quando eu estiver ficando muito chata. - Alertou, em tom divertido, antes de levar uma das mão até a máscara e ajeitá-la sobre o rosto já que ela havia entortado com o movimento mais brusco.

Rob
Anonymous

Robert é… um verdadeiro cavalheiro, do tipo que todo mundo acredita estar extinto hoje em dia. Ele é carinhoso, educado, charmoso e acha que joga quadribol melhor do que eu, mas tirando esse pequeno detalhe ele é uma ótima companhia.

O tipo de pessoa com gostos e posturas tão parecidas com as suas que você se pega pensando se não é só fruto da sua imaginação. E além de tudo, ele beija bem.

Mafalda
Anonymous

Eu gosto da Maffie, embora questione seriamente a postura dela quanto a certas coisas, mas ela é uma boa companhia.

James
Anonymous

Bom jogador de quadribol, aparentemente um bom amigo e garantia de boas gargalhadas. As poucas vezes que conversei com Potter ele me fez rir absurdamente, mas confesso que sou uma plateia fácil de agradar.

Por outro lado ele certamente sabe ser irritante quando quer. Ô pessoa pra ser implicante, vou te contar hein.